terça-feira, 28 de junho de 2016

Unisonic - Unisonic (2012) Alemanha




O vocalista Michael Kiske e o guitarrista Kai Hansen, ambos dos Helloween juntaram forças na actual banda UNISONIC! Antes disso, poderíamos, ocasionalmente, ouvir os dois juntos em algumas de faixas a solo de Kiske ou em álbuns dos Gamma Ray e dos Avantasia. Mas Unisonic é uma coisa séria e real, cerca de 50 minutos de génio do rock-metal puro - um deleite para quem aprecia o agradável talento destes dois companheiros ex-Helloween.
Alguns podem se perguntar se álbum de estreia auto-intitulado dos Unisonic é metal, o que seria um sonho para a maioria dos fãs do Helloween, ou talvez hard rock ou AOR que Kiske parecia ter preferido nos últimos anos, mas os rótulos tal como géneros não importa se o material é de boa qualidade como no presente caso em particular. Se é um facto de que Kiske principalmente compõe canções de rock e Hansen geralmente permanece fiel ao metal só contribui para o valor global do álbum. Unisonic não é, portanto, apenas um monte de grandes riffs de guitarra, mas também ostenta algumas belas melodias, letras pensadas e sobretudo variedade de escrita das canções o suficiente para nos manter redefinindo o álbum a cada faixa.
Ele começa da melhor forma possível, a faixa-título em poucos segundos põe os ouvintes a bater os pés e com o trabalho inspirado de guitarra abanas a cabeça e quase partes o pescoço com ritmo, depois estremeces totalmente com o poderoso refrão. As músicas seguintes são, a electrizante “Souls Alive” a optimista "Never Change Me" e a relaxante "I’ve Tried" - e sem piedade nos ataca com seus ganchos afiados. Mesmo nos casos de momentos mais maduros, como perto do fim de outra forma elástica "My Sanctuary", pode-se sentir que há alguma energia cósmica a ferver sob a superfície, enquanto o "King for a Day" marca um retorno ao mais pesado, ao estilo Gamma Ray. Destaco ainda outra - "Star Rider". Eles terminam com uma nota mais melancólica com "No One Ever Sees Me," tema emocional com grandes letras e uma bela performance vocal de Kiske.
Embora Kiske e Hansen sejam as estrelas principais da banda, há este sentimento em todo o álbum dos Unisonic – que conta também com Kosta Zafiriou na bateria e Ward Dennis no baixo dos Pink Cream 69 e Mandy Meyer dos Gotthard na guitarra, é uma entidade muito homogénea e não apenas um projecto de dois veteranos do metal pesado. De qualquer forma, a palavra "veteranos" soa um pouco mal, não é? Após todos estes anos Kiske e Hansen têm som fresco e energético como noutros tempos. Unisonic nunca foi concebido para se tornar um clone dos primeiros álbuns do Helloween, não é nada disso, mas vai ser difícil conseguirem recuperar a atmosfera jovial do vocalista e guitarrista inovadores em 1980.



Temas:
01. Unisonic
02. Souls Alive
03. Never Too Late
04. I’ve Tried
05. Star Rider
06. Never Change Me
07. Renegade
08. My Sanctuary
09. King For A Day
10. We Rise
11. No One Ever Sees Me
Banda:
Michael Kiske (vocals)
Mandy Meyer (guitar)
Kai Hansen (guitar)
Dennis Ward (bass)
Kosta Zafiriou (drums)









Sem comentários: