quarta-feira, 20 de março de 2019

Twisted Tower Dire - Wars in the Unknown (2019) USA



Wars In The Unknown é o sexto álbum da banda de metal de Washington, DC Twisted Tower Dire. Formados nos anos 90 por membros com o desejo de recuperar o som do clássico Heavy Metal, os Twisted Tower Dire lançaram alguns álbuns e viajaram pela Europa, culminando numa aparição no venerado festival Wacken Open Air em 1999. A linha atual apresenta membros de longa data Scott Waldrop, guitarra, David Boyd, guitarra, Marc Stauffer, bateria, Jim Hunter, baixo e Johnny Aune, nos vocais. Aune substituiu o vocalista original Tony Taylor após seu quarto álbum, e infelizmente, Taylor morreu alguns anos depois num acidente de moto. Wars in the Unknown é um bom disco. Os destaques incluem “And The Sharks Came Then” e “These Ghosts Can Never Leave”, com seus ganchos contagiantes. Aune tem um bom alcance, e um grande vibrato que ocasionalmente sai de sintonia, deve ser evidente quando os vocais de apoio estão presentes. Nenhum guitarrista é creditado como guitarra solo, então não está claro se ambos compartilham as tarefas solo, mas as faixas nesse álbum deixam muito a desejar. Sonoramente, o disco é bom, produção não é excecional. A bateria não é clara, e soam um pouco ininterruptos em alguns pontos, particularmente em seções intensas de baixo. As questões não são constantes, mas esporadicamente as coisas poderiam ter sido feitas melhor aqui e ali. Há bons riffs e boas partes, mas a excelência escapa ao produto final. Ainda assim, os fãs de Metal devem ouvir.



terça-feira, 19 de março de 2019

Strayed Heart - Strayed Heart (2019) Finlândia


Os Finlandeses Strayed Heart foram formados no final de 2011, quando o guitarrista Robert e seu amigo vocalista começaram a tocar juntos. Logo Jonas pegou o baixo e Zsolt completou a formação com os teclados.



Michael Jessen – Bulletproof (2019) Dinamarca


A MelodicRock Records está feliz por receber o guitarrista Michael Jessen no selo. Nascido e criado na Dinamarca, Michael Jessen tocou com várias bandas de rock durante a sua juventude, incluindo McTamparcs, High Octane, RockStar e várias outras. Ele pegou a gutarra aos 15 anos e um amigo de infância o ensinou a tocar o riff principal de "Hells Bells" dos AC / DC. Para a estreia de "Memories", em 2014, Michael se uniu a um de seus heróis vocais, Göran Edman, e estou muito feliz em dizer que está de volta ao papel principal de todos os vocais no novo lançamento "Bulletproof".
Fonte: Registros MelodicRock



Eightball - Back to Rock 'n' Roll (2019) USA



Eightball… “Uma banda moderna com um visual clássico!”
David Bush estava cheio de uma banda média, fazendo shows medianos e queria começar algo extravagante e algo especial ... EightBall. David passou vários meses pesquisando o Sudeste, não apenas por músicos experientes, mas também por bons artistas. Depois de muitas audições, ele trouxe o baterista, Jared Qualls, Baixista Veterano, Val Batts e os Guitarristas, Chuck Gee e Greg Burnette ... assim, os EightBall nasceram em 2017.
EightBall pode ir de solos de guitarra duplos altos gritos para baladas sentimentais e todos os pontos no meio, enquanto dando aos fãs dos EightBall um inferno de fumo e luz de palco.
A missão dos EightBall é bem clara e simples: LET US ROCK YOU!
Nós não somos uma banda de homenagem. Nós não somos uma banda cover.
Nós somos uma banda de rock que sabe fazer rock!
Fonte: Eightball



domingo, 17 de março de 2019

Bonnie Tyler - Between the Earth and the Stars (2019) UK


“Between The Earth And The Stars” é o título do novo álbum de Bonnie Tyler a ser lançado em 22 de março na earMUSIC / Edel. Seu décimo sétimo álbum de estúdio marca o regresso de um artista amado e talentoso e vê a colaboração e contribuição de algumas lendas musicais como Francis Rossi em "Someone's Rockin 'Your Heart". O álbum também conta com a presença de Rod Stewart no dueto de “Battle of the Sexes“, Cliff Richard em "Taking Control" e Barry Gibb na composição de "Seven Waves Away". O álbum também inclui "Older "Bad For Loving You" e "To The Moon and Back", três canções escritas para Bonnie por Amy Wadge, que escreveu o hit "Thinking Out Loud" com Ed Sheeran e trabalhou com Camila Cabello e muitas outras. O álbum apresenta Bonnie reunida com David Mackay, o produtor de seus dois primeiros álbuns.



The End Machine - The End Machine (Japanese Edition) (2019) USA



THE END: MACHINE, a nova banda com três integrantes da linha clássica dos DOKKEN - George Lynch (guitarra), Jeff Pilson (baixo) e Mick Brown (bateria) - junto com o ex-LYNCH MOB e atual vocalista dos WARRANT, Robert Mason, lançarão sua autointitulada estreia em 22 de março de 2019.
O som dos The End: machine é desenvolvido através de várias sessões de composição entre Pilson e Lynch, mas enquanto a programação dos The End: machine pode fazer os fãs fazerem suposições sobre o som da banda, as coisas tomam um rumo diferente. "A verdade é que George e eu temos uma ótima parceria de compositores que vem acontecendo há 35 anos, e adoramos trabalhar juntos", diz o baixista e produtor de álbuns Jeff Pilson. "Quando trazemos Mick para tocar, nós estamos em casa - estamos tão confortáveis quanto uma seção rítmica e trabalhamos tão bem juntos. E Mick é apenas um tremendo recurso para qualquer banda - vamos encarar isso. Então nós três juntos temos essa química, se estamos fazendo DOKKEN, ou fizemos um dos T & N há alguns anos atrás, ou se estamos fazendo THE END MACHINE”.
Pilson continuou: "George e eu escrevemos um monte dessa música e, quando Robert Mason se envolveu, percebemos: 'Uau! Este é o seu próprio animal. Isto é incrível.' A voz de Robert é tão super-humana, sua escrita é incrível, então nós três fazendo a composição realmente se transformou em algo que eu acho que as pessoas vão se surpreender. Há os elementos DOKKEN lá - sem dúvida - e há um pouco de LYNCH MOB lá também. Mas também há algo muito musical nesse álbum. Nós nos tornamos muito musicais e meio profundos, mas de uma forma muito melódica e acessível. O resultado é um álbum independente de DOKKEN e independente de LYNCH MOB, embora definitivamente haja elementos sobre isso, e tu certamente não vais confundir a guitarra de George.
Fonte: Frontiers Music



POST DA SEMANA The Treatment - Power Crazy (Japanese Edition) (2019) UK



22 de março é a data de lançamento do novo álbum de hard rock dos britânico THE TREATMENT “Power Crazy”, através da Frontiers Music, enquanto esta edição japonesa avançada aqui, incluindo 2 faixas bónus já foi lançada.
"Power Crazy" é o quarto álbum da banda e continua a sua fórmula bem-sucedida de poder sônico com um gosto especial por riffs contagiosos.
Com este disco, The Treatment está atirando em todos os sentidos com sua fatia de hard rock sem floreados. Uma rápida audição irá revelar instantaneamente os ingredientes essenciais de um álbum clássico de hard rock: riffs, refrões imensos, licks cativantes e músicas diretas.
"Power Crazy" também é o primeiro álbum dos The Treatment para apresentar o novo vocalista Tom Rampton. Com sua voz rouca na melhor tradição do clássico rock, podes ter a certeza de que ele sabe como acompanhar alto a guitarra dos guitarristas Tao e Tagore Gray.
Começar com “Lets Get Dirty” é um tema puro de hard rock que define o cenário para o resto do álbum, enquanto a bateria troveja, as guitarras gemem com os dedos tocando o ritmo e os vocais gritam perfeitamente em sincronia.
"On The Money" adiciona um toque de blues, como um ZZ Top, se quiseres, mas meu Deus, é cativante. Para esse fim, no momento em que a próxima faixa “Bite Back” tiver feito isso, podes ter teus punhos no ar como se simplesmente não te importasses e olhasses, “Hang Them High” é tão sem remorsos quanto fica o rock n roll.
De volta a uma sensação mais lenta e bluesier é "Luck Of The Draw", um midtempo lindamente entregue com guitarras muito agradáveis.
Com um título como "Scar With Her Name" tu pensas numa balada. Não. Na verdade, esta é uma brincadeira que os The Cult teriam vendido milhões nos anos 80, e "King Of The City" é um bom pedaço de NWOBHM. A coisa mais pesada que eles já fizeram e rocks.
E se “Power Crazy” não é muito introspetivo, então “Waiting for The Call” vem um pouco como Whitesnake, e é uma coisa mais lenta, com algumas harmonias crescentes, mas mesmo aqui elas não resistem á linha de ganchos: "vamos vencê-los todos ..."
“Power Crazy” tem que ser um dos melhores álbuns clássicos de Hard Rock do ano. Eles entregaram um álbum totalmente cheio de excelentes faixas independentes, doze para ser exato (com um bônus acústico para CD físico, mais um extra para este lançamento no Japão) e provar que eles estão longe de serem mesquinhos para os seus fãs.
Não só isso, não há uma única música de preenchimento neste álbum. Sim, alguns são mais fortes do que outros, mas até mesmo a música mais fraca fica totalmente em seus próprios pés.
Anos atrás, os The Treatment eram uma das maiores promissoras bandas de clássico hard rock do Reino Unido.



sábado, 16 de março de 2019

L.A. GUNS - The Devil You Know (Japanese Edition) (2019) USA



Os L.A. GUNS são verdadeiramente uma das grandes bandas americanas de hard rock do mundo nos últimos 30 anos. Desde a estreia autointitulada em 1988 para o amplamente elogiado álbum de regresso de 2017 "The Missing Peace", L.A. GUNS, liderado por Tracii Guns e Phil Lewis sempre entregaram um sólido rock 'n roll para seus fãs.
Seguindo o sucesso do último disco, a banda está pronta para atacar novamente com o novo álbum, "The Devil You Know". Sonoramente, este álbum cobre muito terreno e incorpora influências dos Black Sabbath aos Led Zeppelin Kyuss até The Hellacaopters, soando distintamente como L.A. Guns. A banda está rejuvenescida e está literalmente determinada!
Esta encarnação atual da banda tem feito turnês sem parar e a coesão da banda, para não mencionar os impressionantes e únicos vocais de Phil e as guitarras alucinantes do Guns estão em plena exibição aqui. Um disco que deve ser ouvido por todos os fãs da banda, novos e antigos!
Fonte: Frontiers Music