sábado, 5 de novembro de 2016

POST DA SEMANA

Civil War - The Last Full Measure (2016) Suécia



O que acontece se cruzares membros fundadores dos Sabaton com um vocalista dos Astral Doors? A resposta, para todos os fãs de power metal como sabem, é Civil War.
Depois de lançarem um disco infernal em 2015 o "Gods And General’s" a banda realmente encontrou o seu lugar e agora, pouco mais de um ano depois lançam o novo álbum igualmente polido e bombástico chamado "The Last Full Measure".
Civil War é muito bom no que faz.
Claro que soa um pouco como Sabaton, mas igualmente, enquanto a sua banda original - e talvez o mais conhecido cruzamento do género - poderiam ter feito algo como o tema de abertura "Road To Victory" mas não teriam feito isso dessa maneira. Há mais de um europeu, nos teclados e bateria. Da mesma forma, "Deliverance" está fora e correndo em widescreen e é OTT como tu gostas.
"Savannah" adiciona algum piano antes de entrar numa marcha, e "A Tale That Should Not Be Told" é perfeitamente feliz para adicionar um pouco de mau presságio antes de se tornar no verdadeiro momento de punhos no ar, enquanto "The Gangs Of New York" tem ecos de tudo, desde Hammerfall até aos Europe, como ele diz que é um conto.
Dito isto, é um pouco mais diversificado do que tu podes imaginar. "Tombstone" é um trabalho genuíno, antes de virar Dragonforce no seu enorme refrão.
Como todas as coisas barulhentas, os Civil War são para levar a sério, eles são um dos melhores no que fazem. "America" com as guitarras de Petrus Granar e Rikard Sundén vem à tona um riff quase Thin Lizzy, é quase perfeito e os vocais de Nils Patrik Johansson soam com o melhor deles.
Apenas um momento mais vulgar aqui, "Gladiador", "People Of The Abyss" tem uma sensação épica e a faixa-título, que se introduz na parte de trás de uma peça de poderoso teclado de Daniel Myhr (que se destaca em todo) tem a sensação de algo na banda sonora de um filme de fantasia.
Nós talvez não devemos ser surpreendidos por estes homens que podem editar um disco de power metal todos os anos. Há, afinal, alguns melhores do que eles. O que talvez é inesperado é que os Civil War estão a ficar cada vez melhor.





Temas:
01. Road To Victory
02. Deliverance
03. Savannah
04. Tombstone
05. America
06. A Tale That Never Should Be Told
07. Gangs Of New York
08. Gladiator
09. People Of The Abyss
10. The Last Full Measure
11. Strike Hard Strike Sure (bonus track)
12. Aftermath (bonus track)
Banda:
Daniel Mullback - Drums (ex-Sabaton)
Rikard Sundén - Guitars (ex-Sabaton, ex-Deals Death)
Daniel Mÿhr - Keyboards (ex-Sabaton)
Nils Patrik Johansson - Vocals (Astral Doors, Lion's Share, Wuthering Heights, ex-Richard Andersson's Space Odyssey)
Petrus Granar – Guitars



Sem comentários: