Subsignal - La Muerta (2018) Alemanha



La Muerta o novo disco da banda alemã de rock progressivo Subsignal.
O seu quinto álbum de estúdio, eu esperava algo um pouco mais forte, mas fiquei agradavelmente surpreso ao descobrir que apesar de algumas linhas de guitarra modestamente agressivas do fundador Markus Steffen, a voz melódica do co-fundador Arno Menses colocam os Subsignal firmemente na onda dos Ásia de John Wetton .
Ele coloca uma certa distância entre os lançamentos anteriores e, em particular, sua última apresentação em The Beacons Of Somewhere Sometime (2015) acenando "adeus" às tendências de metal da banda e colocando sua fé na força de suas composições. E de uma maneira impressionante, com Ralf Schwager (baixo, ex-Dreamscape), Markus Maichel (teclados) e Dirk Brand (bateria) completando a formação.
Há também tons de Jon Anderson (próximo de Wonderous Stories) evidentes em temas como "Every Able Hand", e quando a banda diversifica, como em "Even Though The Stars Don’t Shine", há sons de The Police e The Cars.
Sim, La Muerta coloca a Subsignal num novo caminho de voo e mais do que capaz de conseguir um grande número de seguidores - particularmente nos Estados Unidos, se conseguirem apenas os níveis corretos de exposição.





Temas:
01. 271 Days
02. La Muerta
03. The Bells Of Lyonesse
04. Every Able Hand
05. Teardrops Will Dry In Source Of Origin
06. The Approaches
07. Even Though The Stars Don't Shine
08. The Passage
09. When All The Trains Are Sleeping
10. As Birds On Pinions Free
11. Some Kind Of Drowning
12. Even Though the Stars Don't Shine (Radio Version)
13. La Muerta (Radio Version)
Banda:
Markus Steffen (Sieges Even) - guitars
Arno Menses (Sieges Even) - vocals
Ralf Schwager (Dreamscape) - bass
Markus Maichel - keyboards
Dirk Brand (Axxis, Geoff Downes & John Wetton) - drums
Convidado:
Marjana Semkina (Iamthemorning) - vocals (11)




Share on Google Plus

About Roxx World

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Enviar um comentário