Baltimoore - 1.1 (2015) Suécia



Um dos músicos que mais trabalha na Suécia ao longo das últimas três décadas tem que ser Bjorn Lodin. Com 12 álbuns sob a bandeira de Baltimoore, pelo menos mais 10 com ele por trás do microfone para outras bandas e muitos outros créditos como produtor, ele se tornou um dos nomes mais respeitados na história rock da Escandinávia.
"1.1" é um CD com 18 canção acabado de lançar abrangendo toda a carreira de Baltimoore, mas todas as faixas foram recém-mixadas e masterizadas, algumas músicas também são recém-gravadas com a presente formação.
Apesar de sua origem ser puro Scandi AOR, agora o grupo soa muito mais contemporâneo e rock, algo já mostrado no último álbum de Baltimoore no ano passado apresentado aqui no blog.
As faixas mais novas existentes em "1.1" são neste estilo, embora remixadas numa gama mais enérgica.
O que é realmente divertido de ouvir são as primeiras canções AOR de Baltimoore regravadas com esta nova abordagem musical.
Faixas como o maravilhoso "My Blue Moon", "Ballerina" ou "In Love" foram retrabalhadas e embora agora sejam muito mais nervosas, mas ainda mantêm a elegante sensação escandinava, atualizada para a época.
Ao contrário, "Memories Calling", um tema de segundo CD do Baltimoore de 1990 recebeu um tratamento acústico, resultando num temperamental, bluesy mid-tempo convincente.
As músicas remisturadas do passado ainda preservam os originais de estúdio, gravadas por nomes como Ian Haugland (Europe - bateria), Jamie Borger (Last Autumn's Dream, Treat - bateria), Mats Olausson (Yngwie - teclados), Thomas Larsson (Glenn Hughes - guitarras) e muitos mais.
"1.1" é uma boa montra de Bjorn Lodin das suas habilidades como cantor, compositor e produtor, e onde sua criação Baltimoore é agora intensificada.
É difícil realmente fazer comparações, a banda tem seu próprio som que é baseado nas influências que tu podes ser capaz de identificar, mas estão firmemente plantados no campo do hard rock Europeu.
É uma coleção forte e sólida de músicas que leva algum tempo para apreciar (tens 18 faixas e 75 min.) muito bem gravado, remixado e masterizado. Muito interessante a enigmática capa do álbum (tenta encontrar o que a imagem esconde).



Temas:
01 - Full Speed Ahead
02 - My Blue Moon
03 - Sunshine in the Rain
04 - In the Name of Love
05 - Wellaway
06 - How Sick Is Ok?
07 - Day to Come
08 - Kahlua Confusion
09 - To the Bone
10 - Say It Like It Is
11 - 'Til the End of Day
12 - Little Bye
13 - Back for More
14 - Ballerina
15 - My Number One
16 - Cumgum
17 - In Love
18 - Memories Calling

Músicos:
Björn Lodin - vocals, guitar
Mats Attaque - guitar, backing vocals
Weine Johansson - bass
Mårten Ronsten - drums
Ian Haugland (Europe) - drums
Jamie Borger - (Last Autumn's Dream, Treat) - drums
Mats Olausson (Yngwie) - keyboards
Nikolo Kotzev - guitars, keyboards
Thomas Larsson (Glenn Hughes) - guitars
Stefan Bergstrom (Alfonzetti) - guitars
and many more




Share on Google Plus

About Roxx World

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Enviar um comentário