Raven - Extermination (2015) UK



Realmente? RAVEN ainda está vivo? Ah, sim, a lendária banda britânica de cult heavy metal estão lançando um novo CD amanhã intitulado "Extermination". Desculpe, mas eu não posso ajudar; sim, Raven é clichê, é quase cômico e se tu quiseres, musicalmente desatualizado, mas eles são extremamente divertidos e agradáveis.
Se em 2015 ainda não ouviste Raven, então é hora de questionar as credenciais do rock. Formada em Newcastle, em 1974, a banda lançou uma tripla ameaça de álbuns cult classic heavy, Rock Until You Drop, Wiped Out, Wiped Out and All for One entre 1981 e 1983.
Em "ExtermiNation", eles ainda têm o mesmo som, mas, apesar de ser um exercício de nostalgia ou "demasiado velhos para o Rock ', o resultado é diversão, diversão, diversão.
Eles são muito bons na sua música, envolta por uma produção e gravação muito boa.
Há muita velocidade, potência e bandas de melodic metal por aí, que têm uma dívida com Raven por abrir o caminho. A banda teve uma mudança de formação desde 1981, que foi em 1987, quando o baterista Joe Hasselvander (Pentagram, Death Row) se juntou à banda, e nunca comprometeu o seu som.
Raven é heavy metal tradicional, neste momento, com o nome 'clássico rock '.
Sim, bateria forte, guitarras gritando e baixo batendo na cabeça todos recheados com a voz inconfundível de John Gallagher.
"ExtermiNation" é o seu 13 álbum de estúdio e pela primeira vez em seis anos, no entanto eles excursionaram implacavelmente e recentemente novamente ligados com os velhos parceiros Metallica para alguns shows na América do Sul.
Devido a excelente produção para este tipo de música, em "ExtermiNation" Raven soa mais jovem, fresco, e mais impiedoso do que nunca. Ao empregar a fórmula de ganchos e diversão, o álbum só se sente incrivelmente enérgico e vivo.
Se há uma coisa que nunca se esquece de Raven - é que toda a verdadeira música rock começa com um gancho para torná-la grande. É preciso mais do que apenas "heavy", embora "ExterminNation" tenha o seu quinhão.
Acima de tudo, eles mantêm-no sempre divertido, com uma boa dose de rock 'n' roll. Esta fórmula tem durado os últimos 35 anos e tem sido a base para alguns dos materiais mais consistentemente icônicos na história do heavy metal. Empilhados com sucessos surpreendentes, como "All for One", "Rock Until You Drop", "Hell Patrol", "Mind Over Metal" - a maioria das bandas teria tentado fazer um álbum só a contar com o passado glorioso para conseguir o perdão dos fãs.
Com faixas como "Fight", "Scream", "Thunder Down Under" e "Feeding the Monster" Raven emana metal da mesma forma clássica que a banda fez praticamente em todo o tempo de existência no heavy metal.
"One More Day" destaca a proeza da guitarra de Mark Gallagher com uma introdução antes de um grande suculento e gordo riff. Esta canção contém algumas grandes corridas com a banda soar mais apertada do que nunca; como John Gallagher recebe os gritos muito agudos hoje em dia é louvável, muitos de seus pares só podem gritar nesta fase da música.
O álbum é uma mistura desses temas estimulados por partes mais lentas e mais rápidas sendo mais parecido com o seu material anterior. Hasslevander faz um excelente trabalho em tudo com sua marca registrada heavy e dois bumbos sólidos.
A produção de "ExterminNation" é grande e corajosa com uma carga final, mas o mais importante é estar cheio de canções - clássico heavy metal, nada mais, nada menos.
Se eu tivesse de apontar críticas a este CD, seria o comprimento e para algumas pessoas pode revelar-se como um desvio e eles não podem dar a todas as músicas uma oportunidade justa.



Temas:
01 - Intro / Destroy All Monsters
02 - Tomorrow
03 - Its Not What You Got
04 - Fight
05 - Battle March / Tank Treads (The Blood Runs Red)
06 - Feeding The Monster
07 - Fire Burns Within
08 - Scream
09 - One More Day
10 - Thunder Down Under
11 - No Surrender
12 - Golden Dawn
13 - Silver Bullet
14 - River Of No Return
15 - Malice In Geordieland (Bonus track)

Banda:
John Gallagher – bass, vocals
Mark Gallagher – guitars
Joe Hasselvander – drums





Share on Google Plus

About Roxx World

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Enviar um comentário